GALLERY


Bebês podem ler ? Para ler mais a respeito da história de minha filha Tatiane (e ver algumas fotos) e como ela aprendeu a ler aos 2 anos de idade usando programas de computador e métodos de aprendizado leitura para bebês, visite a página que fiz com o que ela falava quando ainda era "bebê":

http://www.naotemnome.com/tati

Antes de fazer o download dos programas dos programas para bebês, por favor leia a seção "perguntas" a seguir


BEBÊS podem LER...

(PERGUNTAS e DOWNLOAD de PROGRAMAS BETA)

Essa página pode ser gravada para que você consulte-a desconectado ("offline")

  1. O que são programas "BETA"?
  2. Por que seus programas, apesar de antigos ainda estão nas versões "beta"?
  3. O que esses programas exigem de mim?
  4. Como termino os programas que não tem botão de saída e nem menu?
  5. Por que alguns dos seus programas não tem botão de saída?
  6. Meus bebês vão aprender a ler com seus programas?
  7. Se eu usar esse método alternativo, meu bebê vai aprender a ler?
  8. Uau! Como se chama esse método? Onde encontro maiores informações?
  9. Pode, pelo menos, explicar como funciona o método?
  10. O que você ganha com isso?

DOWNLOAD
(os programas citados estão no final desta página)


  1. O que são programas "BETA"?
    "Beta", No jargão dos programadores , são os programas que já estão prontos, mas ainda estão em fase de testes.
    Geralmente os programas obedecem a seguinte ordem: "alfa", "beta" e "release".
    "Alfa" seria a versão primeira, ainda em fase de testes pelo próprio programador e/ou público limitado (amigos, conhecidos, pessoas corajosas e sem amor ao seu computador, etc.).
    "Beta" é a primeira versão liberada ao público, geralmente grátis, pois não foi amplamente testada em todos os seus detalhes. É quando o programador recebe retorno dos usuários (geralmente ainda conhecidos e amigos, mas pode envolver até milhões de usuários como foi o caso da versão do "Windows 95 beta" entre 1994-95). 
    "Release" são as versões definitivas (o que não impede que contenham erros ainda não encontrados nas fases anteriores, como é o que normalmente ocorre nos programas da Microsoft)  

    ---> voltar às perguntas no início dessa página

  2. Por que seus programas, apesar de antigos ainda estão nas versões "beta"?
     A explicação é meio compridinha, mas vamos lá.
    Esses programas foram originalmente criados para meu uso próprio (para minha filha Tatiane) em Visual Basic 4.0 e, apesar dos programas terem sido usados por minha filha durante vários meses, nunca liberei essas versões (por diversos motivos, entre eles a falta de espaço em provedor,  as versões em Visual Basic tinham, cada uma,  2 Megabytes de tamanho no mínimo).
    Além disso eu fui programador de programas educativos para a  "Data Control" (entre fevereiro de 1993 e maio de 1998) e tinha centenas (literalmente) de computadores onde testar diferentes configurações e versões de programas, mas com meu desligamento, fiquei sem onde testar as novas versões em Visual C (muito mais enxutas, 10 a 20 vezes menores).
    Apesar dos provedores, atualmente, estarem mais "gentis" em termos de espaço oferecido, mesmo os programas em Visual Basic originais, apesar de mais "testados", não tinham os refinamentos necessários para uso do público (adaptação para os diversos tamanhos de tela, por exemplo).
    Por último, minha "beta-tester" cresceu... Depois de aprender a ler, fica muito mais difícil ela se interessar a usar os velhos programas de letrinhas e números. Em março de 99,  ela tinha 4 anos, e os interesses eram outros.
    Concluindo: ainda sou um aprendiz em Visual C e não tenho equipamentos, público e tempo para testar essas versões e nem disposição para criar programas autoconfiguráveis para todas as possibilidades de tamanho de tela (640x480, 800x600, etc.) e de cores (256 cores, 32 mil cores, 64 mil cores, 16 milhões de cores). Eu posso garantir que eles funcionam no meu equipamento, apesar de estar seguro que eles irão funcionar na maioria dos computadores multimídia.  

    ---> voltar às perguntas no início dessa página

  3. O que esses programas exigem de mim?
    Eles rodam em Windows 95/98, mas cada programa é diferente um do outro, a maioria são "16 bits" (para Windows 3.1) e necessitam de placa de som e placa gráfica de no mínimo 32 mil cores. Vão funcionar em qualquer resolução e provavelmente mesmo sem som não causarão problema, mas quando rodo eles em 256 cores eles ficam muito feios, acho que não vale a pena usá-los assim. Como eu disse, são versões "beta", experimente e diga como ficaram no seu equipamento.  

    ---> voltar às perguntas no início dessa página

  4. Como termino os programas que não tem botão de saída e nem menu?
    Pressione "Alt" e, sem soltar essa tecla, pressione a tecla "F4". Funciona em qualquer programa de Windows, sabia?  

    ---> voltar às perguntas no início dessa página

  5. Por que alguns dos seus programas não tem botão de saída?
    Fácil responder: para proteger meu desktop ("área de trabalho"). A origem dos primeiros programas foi essa: eu trabalhava em casa o dia todo e minha filha, ainda com um ano e meio, aproveitava-se de minha "distração"... diversas vezes deletou ícones do meu Windows (ela nem alcançava o teclado direito, mas pressionar "del" seguido de "enter", teclas que ficam bem ao alcance dos bebês que estão aprendendo a andar, eram uma grande diversão para ela!)
    Eu criei um programa de proteção para rodar enquanto eu ia tomar café ou atender o telefone, assim não precisava fechar todas as minhas aplicações (eu ainda trabalho com vários programas abertos todos ao mesmo tempo). Funcionou e resolvi aproveitar e colocar uns "sons" para ela se divertir, cada tecla fazia um ruído diferente. Ela adorou! Hoje, como proteção, não funciona muito bem (Windows 95), basta ir ao botão iniciar e apagar alguma coisa, mas os programas continuam sem botões de saída ao alcance do mouse.  

    ---> voltar às perguntas no início dessa página

  6. Meus bebês vão aprender a ler com seus programas?
    Provavelmente não, a Tati aprendeu as letras através deles, mas logo que vimos que ela estava interessada, começamos a usar um método de leitura para bebês concomitantemente aos programas.  

    ---> voltar às perguntas no início dessa página

  7. Se eu usar esse método alternativo, meu bebê vai aprender a ler?
    Acho que sim, funcionou com tantos bebês...  

    ---> voltar às perguntas no início dessa página

  8. Uau! Como se chama esse método? Onde encontro maiores informações?
    Não sei, devolvi o livro e não lembro o nome dos autores. Desculpe! Mas você pode usar meus programas apenas para distrair seu bebê, não precisa usá-los com fins didáticos!  

    ---> voltar às perguntas no início dessa página

  9. Pode, pelo menos, explicar como funciona o método?
    Sim, posso! A partir de um ano de idade já pode ser aplicado (mas começamos com um ano e meio):
    Escreva em tamanho grande, letras grandes e cores diferentes, algumas palavrinhas que representem bichinhos ou objetos que a criança conheça (os bichinhos de pelúcia da minha  filha foram uma das primeiras coisas adotadas, mas isso não faz diferença), tais como comidas ("arroz", "feijão", "pão", etc.), pessoas da família ("mãe" ou "mamãe", "papai", etc.) ou qualquer coisa familiar ("tv", "rádio", "livro" e assim por diante). Use folhas tamanho ofício para cada palavra e somente use um tipo de letra (maiúsculas, por exemplo). Escolha 5 palavras apenas, faça 5 cartazes, um com cada palavra. Apresente isso todos os dias, leia em voz alta e mostre para seu bebê, um por um, repetidamente, por 5 minutos. Faça pausadamente, dê alguns segundos para ele olhar cada cartaz. Só isso!
    Depois de um tempo, seu bebê vai começar a reconhecer os cartazes (pode ser pelas cores ou por detalhes do papel, não faz diferença), você fala mais pausadamente ou pergunta para ele, e ele balbucia algo. Não vai entender nada, mas como mãe (ou pai) você percebe que ele já está entendendo. Se seu bebê já fala, essa parte fica mais fácil ainda de perceber. É hora de aumentar o vocabulário. Aumente de 5 para 25 palavras, mantendo as antigas entre elas, e repita o processo... diariamente, sempre.
    Por último, aumente para 125 palavras assim que o bebê estiver reconhecendo as 25. Depois escreva em minúsculas também, para que ela possa ler livrinhos infantis. Aqui nesse ponto, alguns meses já devem ter passado e ele vai estar reconhecendo essas palavras em livros, revistas e cartazes. A partir daqui, você pode introduzir o meu programa de sílabas, ensinando algumas sílabas em cartazes, se achar conveniente.
    Só isso mesmo? Sim, só isso... acredite, foi assim que funcionou. O programa de sílabas foi uma inovação, porque além de ensinar sílabas permitiu que a Tati pudesse interagir mais diretamente com o computador.
    Deixe as coisas correrem naturalmente, nunca force sua criança a fazer nada que ela não esteja com vontade de fazer. Se ela estiver cansada, interrompa e deixe para outra oportunidade.  

    ---> voltar às perguntas no início dessa página

  10. O que você ganha com isso?
    Nada... Mas qual é a utilidade disso, afinal?
    Ensinar bebês a ler é divertido, mas não sei se é uma boa coisa... eu não ganho nada, exceto satisfação! Ver minha filha lendo ao invés de vendo TV é um grande prêmio!
    Meus programas "beta" são todos grátis e não pretendo comercializá-los. Não divulgo o nome do método original (o sistema é americano e já apareceu numa reportagem de TV em um programa domingo à noite), porque não lembro, mas acho que não deve ser prejudicial (ou não teríamos feito com nossa única filha!)
    Deixo você à vontade para criticar, repetir a experiência ou não...
    Conversamos com a ex-Secretária de Educação de Porto Alegre e ex Primeira-Dama do Rio Grande do Sul, Dra. Neuza Canabarro, em um programa de TV, e ela confirmou que o método é antigo e que realmente funciona. A Tatiane, na época com 3 anos recém completados, leu várias palavrinhas e respondeu o nome das capitais de diversos estados brasileiros, diante do boquiaberto apresentador. Aconteceu em um programa local aqui em Porto Alegre, em 1998. Notamos que, apesar de ser uma coisa natural para ela, as pessoas em volta não estão preparadas para aceitar isso... portanto, se resolver arriscar, prepare-se para ser criticado!  

    ---> voltar às perguntas no início dessa página

+++ Victor M. Sant'Anna - Programas e Jogos Educativos


DOWNLOAD
(programas para bebês!)


"TATI"

tela do programa Tati

Foi um dos primeiros programas finalizados para a Tatiane, deveria conter mais do que apenas esses 5 bichinhos, mas ela cresceu mais rápido do que pude terminar...

Arquivo: tat10b.zip Tamanho: 83 Kb
Clique aqui para fazer o download desse programa.

Requisitos/limitações:
WINDOWS (3.xx, 95 ou 98) e dispositivo (placa) de som. Otimizado para rodar em VGA no formato 640x480 com no mínimo 64 mil cores (16 bits), o programa apresenta desempenho sofrível em resoluções menores (em 256 cores, por exemplo).


"TATI ABC"

tela do programa

Não ficou como eu queria, mas a Tati aprovou: com esse programa ela aprendeu as primeiras letras!

Arquivo: tabcv10b.zip Tamanho: 171 Kb
Clique aqui para fazer o download desse programa.

Requisitos/limitações:
Para utilizar este programa, você necessitará do programa WINDOWS (versões 3.1, 3.11, Windows 95 ou Windows 98). Otimizado para rodar em VGA no formato 640x480 com no mínimo 64 mil cores (16 bits), o programa apresenta desempenho aceitável em resoluções menores (16 ou 256 cores, por exemplo, as desenhos são apresentados na cor cinza). Recomendável uso de placa gráfica com 64 mil cores no mínimo. Além disso, esse programa exige placa de som.


"TATI 123"

tela do programa

Foi com esse programa que ela começou aprender os números em inglês!

Arquivo: t123v10b.zip Tamanho: 156 Kb
Clique aqui para fazer o download desse programa.

Requisitos/limitações:
Para utilizar este programa, você necessitará do programa WINDOWS (versões 3.1, 3.11, Windows 95 ou Windows 98). Otimizado para rodar em VGA no formato 640x480 com no mínimo 64 mil cores (16 bits), o programa apresenta desempenho aceitável em resoluções menores (16 ou 256 cores, por exemplo, as desenhos são apresentados na cor cinza). Recomendável uso de placa gráfica com 64 mil cores no mínimo. Além disso, esse programa exige placa de som.


"SILA"

tela do programa

Foi com esse programa que a Tatiane avançou para a fase "silábica"

Arquivo: sila10b.zip Tamanho: 54 Kb
Clique aqui para fazer o download desse programa.

Requisitos/limitações:
Para utilizar este programa, você necessitará do programa WINDOWS (versões 3.1, 3.11, Windows 95 ou Windows 98) rodando em qualquer resolução. Apesar de ter sido otimizado para rodar em VGA no formato 640x480 com no mínimo 16 cores, o programa apresenta desempenho satisfatório em resoluções maiores. Esse programa não utiliza sons.


     


[alteduc] [gallery]


© 1998-2009 Victor M. Sant'Anna